Bons motivos para limpar a sua casa

Dust-In-Your-HomeLimpar a casa não é exatamente o passatempo preferido de todas nós mulheres modernas. Na verdade, meu sonho particular (e de muitas, eu sei) é chegar todo dia do trabalho e encontrar a casa linda, limpa e organizada EXATAMENTE do jeito que eu orientei (risos, muitos risos).
Agora, sério, se você, assim como eu, já se deu conta de que a ajuda nesse sentido está cada vez mais cara e mais rara, sabe que dia sim e dia também, vai ter que encarar o batente. Então, no sentido estritamente motivacional e científico (sempre!!!) vamos falar sobre isso.
Considerando que o assunto “LIMPAR A CASA” é super abrangente, que tal começar pelo básico? O pó!
A poeira, riquíssima em microrganismos, especialmente bactérias e fungos, é composta de maneira diferente considerando principalmente a idade da casa, tipos de superfícies, os hábitos de higiene,  o clima, o número de pessoas que reside e circula no local e os hábitos desses indivíduos, como fumar, por exemplo.
Apesar dessas variações,  a poeira de quase todos os lugares é formada por uma combinação de fragmentos de pele humana, pêlos de animais, insetos em decomposição, restos de alimentos, fiapos, fibras orgânicasde roupas, lençóis e outros tecidos, solo, fuligem, partículas de fumo,  dentre outras substâncias, até potencialmente venenosas. Um “ECAAA” para tudo isso!!!
Infelizmente para nós, donas de casa, mães, profissionais, e etc, nosso lar, doce lar, JAMAIS  será  livre de poeira. Apesar disso, dá pra reduzir bastante a quantidade dela e é importante a gente tentar. Ninguém precisa ser super persuasivo para nos convencer de que é mais atraente morar num lugar com menos fragmentos de asas de baratas, mosquitos e ácaros, todos bastante nojentos! A literatura nos conta que 80% desses seres (ou pedaços deles) pode ser removido APENAS limpando regularmente. Isso quer dizer que remover é mais importante do que desinfetar!
Reuní algumas dicas básicas para a gente garantir uma casinha menos habitada por intrusos estranhos. Aí vai:
  • Vamos minimizar as bugigangas que juntam poeira, especialmente em locais onde passamos muito tempo, como áreas de estar e quartos. Se você realmente curte aquele bibelozinho, procure lavá-lo com água e sabão eventualmente, porque as vezes, é o único jeito de limpar de verdade peças pequenas e muito rebuscadas.
  • Se você é alérgico a ácaros, acorda com o nariz entupido ou escorrendo, considere utilizar capas para colchões  e travesseiros com zíper, preferencialmente aquelas capas antialérgicas. Lave-as com frequencia (uma vez ao mês me parece bom) e seque-as de preferência ao sol. Na verdade, os alérgicos merecem um post a parte. Vamos trabalhar nisso, ok?
  • Coloque capachos pesados do lado de fora de cada porta usada para entrar na casa. Eles seguram bem a sujeira mais grossa.  Não esqueça de aspirá-los e principalmente de lavá-los.
  • As cortinas merecem uma atenção especial. Imagina o ecossistema que podemos ter em cortinas que lavamos uma vez ao ano (se muito, né, minha gente?). As persianas, do ponto de vista de limpeza, são bem melhores. Vale aspirar as cortinas de pano uma vez por semana pra diminuir a população de “moradores” no tecido.
  • Não use amaciante em seus panos de limpeza ou panos de microfibra. O amaciante reduz a sua capacidade de atrair, reter poeira e absorver líquidos. Passá-los a ferro também não é indicado. Até porque, por qual razão faríamos isso, não é???
  • Aspire a casa no mínimo semanalmente. Meu melhor amigo em casa (além da máquina de lavar, claro) é o aspirador de pó. Comprei aquele compacto e vertical que lembra bastante uma vassoura. Uma delícia!! Barato, bom, super funcional e como me faz feliz, rs. Guardadas as devidas proporções do quanto realmente é delicioso aspirar a casa, né, minha gente.
Sinceramente, sonho com um robô rasteiro que ande pelo chão de casa aspirando 24 horas por dia. Talvez 12h só, para o bichinho poder dar uma descansada. Ainda não chegou aqui, apesar de já ter lido que existe (fiquei eufórica). Enquanto isso vamos nos resolvendo do jeito que dá, combinado?
 
Vale ainda aquelas dicas úteis que fundamentam o nosso trabalho no hospital. Em serviços de saúde NUNCA varremos. Varrer levanta o pó e pode disseminar patógenos transmitidos pelo ar. No hospital realizamos a varredura úmida (mop ou pano umido) e em casa, podemos profissionalizar um pouco fazendo assim também.  Minha rotina inclui aspirar e na sequencia, limpar com mop esponja úmido.

Fica a dica. Aceito outras!

Mari Liborio, enfermeira, mestre em Ciências da Saúde e especialista em Controle de Infecção.