Higienização das Mãos – Excelente, mas rara!

germs-on-handsA higienização das mãos é a maneira mais eficaz de impedir a transmissão e a aquisição de doenças cotidianas como gripe, conjuntivite, diarreia, escabiose, infecções de pele e mais outras tantas. Muita gente sabe disso, mas a prática da higienização das mãos deixa muito a desejar, seja na frequência ou na técnica propriamente.

 

De acordo com o Ministério da Saúde (aqui) “a simples lavagem correta das mãos ajuda o Brasil a economizar, anualmente, US$ 12 bilhões. Este é o valor gasto todo o ano no país com doenças causadas por vírus e bactérias”. É para parar e pensar a respeito. Além disso, o simples ato de lavar as mãos pode salvar inúmeras vidas, seja prevenindo surtos de diarreia em crianças (grande causa de morte em menores de 5 anos) ou de infecções respiratórias.

Dados alarmantes:

Um estudo realizado pela Lifebuoy (aqui) afirma que apenas 17% das mães higieniza as mãos após usar o banheiro e, entre as que lavam, 45% utilizam apenas água.

Campanha LifeBuoy de Higiene das Mãos

Campanha LifeBuoy de Higiene das Mãos

 

Por que as pessoas não utilizam sabonete?

O mesmo estudo afirma que o sabonete estava disponível no lar de 90% das famílias estudadas o que nos faz concluir que é uma questão de crença (se parece limpo está limpo) além da certeza equivocada de que apenas a água dá conta do recado.

Quando lavar as mãos?

Conforme tocamos as pessoas e as superfícies, acumulamos microrganismos em nossas mãos. Esses microrganismos podem nos fazer adoecer se tocarmos os olhos, nariz, boca e os alimentos que serão consumidos. Ainda que seja  impossível manter as mãos totalmente livres de microrganismos, a higienização das mãos nas horas certas limita a transmissão de vírus e bactérias.

Sempre lave antes de:

  • Preparar e comer alimentos
  • Manipular lentes de contato, aparelhos ortodônticos e próteses dentárias;
  • Realizar pequenos curativos ou cuidados simples de saúde.

Sempre lavar após:

  • Chegar em casa
  • Manipular alimentos, especialmente carnes cruas
  • Usar o banheiro
  • Trocar as fraldas do bebê
  • Tocar ou realizar cuidados em animais de estimação
  • Assoar o nariz, espirrar ou tossir
  • Realizar cuidados de saúde
  • Manipular lixo, terra, plantas ou outras fontes de contaminação.

E sempre que estiverem visivelmente sujas!

Fotor120412464 

Como lavar

Se as mãos não estiverem visivelmente sujas, o álcool gel é super recomendado. Pode usar sem medo. Do contrário, SEMPRE utilize água e sabão.

  • Molhe as mãos primeiro. Vejo muitas pessoas nos banheiros públicos colocarem o sabão líquido nas mãos secas para depois molha-las. Não faz o menor sentido, já que a água corrente vai retirar o sabão antes de você realizar os movimentos para a limpeza.
  • Aplique o sabão liquido  ou em barra. Esse último só se o banheiro não for público, ok?
  • Esfregue vigorosamente TODAS as faces das mãos, incluindo entre os dedos, o punho e a região dorsal.
  • Enxague bem.
  • Seque com papel toalha ou secador automático. Toalhas de pano somente em casa.

Com o álcool gel:

Use a quantidade necessária para cobrir todas as faces das mãos e esfregue vigorosamente até a solução alcoólica secar. Não enxague e não use papel toalha.

Fotor120412173

A higiene das mãos é o princípal pilar de prevenção de infecção relacionada a assistência a saúde e todos os controladores de infecção lutam para que a adesão aumente, já que gira em torno de apenas 40%.

Mas se engana quem acredita que a higiene das mãos só é importante nos hospitais e a prova disso você acabou de ler!

Bora lavar essas mãos!!!   lavar-maos

Mari Liborio, enfermeira, mestre em Ciências da Saúde e especialista em Controle de Infecção.