O que fazer e o que não fazer ao visitar um paciente

medicaldesignHoje um dos assuntos mais falados e estudados é a segurança do paciente. Esse termo “segurança” é muito abrangente, inclui evitar erros e danos causados pela assistência, prevenção de infecção, prevenção de queda do paciente acamado e por aí vai.

O que muita gente não sabe, entretanto, é que a visitar alguém querido que está internado pode colocar em risco exatamente a segurança de quem visitamos e até a nossa própria, se não forem observados alguns cuidados.

 

 

O que é permitido e bem vindo ao visitar uma pessoa internada:

 

  1. Sempre que possível pergunte se é da vontade do paciente e do acompanhante receber visita no momento pretendido por você. O tratamento que o paciente está sendo submetido pode causar momentos de desconforto, ou até constrangimento, e um simples telefonema evitará situações desagradáveis.
  2. Sempre, mas SEMPRE mesmo, higienize suas mãos antes de tocar o paciente. Preferencialmente higienize-as com água e sabão ao chegar e, se necessário, caso tenha tocado em outras superfícies próximas ao paciente, como controle remoto, seu aparelho celular e etc, utilize álcool gel ou água e sabão novamente.
  3. Desligue a campainha de seu aparelho celular em consideração a necessidade de silêncio que um hospital exige.
  4. Seja breve. É preferível visitar mais de uma vez ao dia se possível do que exceder no tempo de permanência. Vinte a trinta minutos parece adequado.
  5. Se desejar presentear o paciente durante a visita, certifique-se do que ele pode receber. Alguns podem ter restrições alimentares ou podem estar impedidos de ter contato com flores e plantas. Sendo assim, a opção de levar livros, revistas ou outros elementos que possam distrai-lo durante o tempo de internação parece ser bastante interessante.

 

O que NÃO fazer ao visitar uma pessoa internada

 

  1. Nunca, de maneira alguma, visite alguém se você estiver doente. Isso inclui estar com diarreia, herpes, gripe ou qualquer outra doença com potencial de transmissão.
  2. Não sente na cama do paciente. Jamais.
  3. Não toque nos dispositivos de assistência utilizados no paciente. Isso inclui: cateteres, infusões, curativos, drenos, entre outros.
  4. Não utilize o banheiro do paciente. Pergunte a equipe de enfermagem qual o banheiro para os visitantes.
  5. Sua visita deve trazer conforto e ser um momento agradável, especialmente para o paciente. Sendo assim, cuide para não levar preocupações para a pessoa internada.
  6. Controle a linguagem não verbal. Se você ficar surpreso com a aparência do paciente, controle-se, controle-se e controle-se. Se não estiver preparado, mande um cartão carinhoso, dê um telefonema, faça uma oração e poupe o paciente de ver a sua tristeza.
  7. Não leve crianças para visitas hospitalares exceto se for um pedido do paciente e se for previamente autorizado pela equipe.
  8. No término da visita, higienize novamente as mãos.

Boa parte destes cuidados também são úteis nos casos de internação domiciliar ou nos primeiros dias do paciente em casa.

Então, seja cuidadoso e boa visita!

 

Visita hospitalar

Mari Liborio, enfermeira, mestre em Ciências da Saúde e especialista em Controle de Infecção.