Soluções para quem transpira demais

esq-solution-for-sweat-013013-1PJEqV-xlgVerão santista e o que mais se vê (além de piadinhas no facebook) é gente suando. Mas, em termos de suor, o que é o “normal” e o que deve ser motivo de cuidados maiores?

Todo mundo fica suado quando está calor

Em primeiro lugar pense nisso: todo mundo sua. O suor é uma reação fisiológica, ou seja, normal do organismo que tem por objetivo principal resfriar o corpo para manter uma temperatura ideal. O suor é composto basicamente por água e mais algumas outras substâncias, mas essencialmente, o suor é inodoro – não tem cheiro.

O que complica é a combinação do suor com as bactérias que vivem na nossa pele e, como a gente já sentiu por aí, o resultado disso é o famoso “CC”.

Algumas pessoas realmente transpiram mais e isso pode ser normal. Alguns indivíduos produzem mais suor do que outros sem que isso seja uma condição de saúde. Entretanto, existem casos onde realmente o suor é excessivo e fora do padrão de normalidade e para isso a medicina dá o nome de hiperidrose.

A hiperidrose, ou suor excessivo, acomete usualmente as mãos, pés, axilas e face e pode-se dizer que é relativamente rara, já que afeta cerca de 0,5 a 1% da população mundial. Apesar de não ter consequências relevantes para a saúde, a vida social de quem sua pra mais da conta pode ser muito comprometida.

Tem tratamento?

Existem níveis de tratamento e cada caso é um caso. Pode-se se fazer uso de botox a cirurgia e, neste caso, o tratamento é definitivo. Na cirurgia é realizada uma ressecção de um pequeno segmento de nervos responsável pelo estímulo das glândulas sudoríparas e em 95 a 100% dos casos, o suor excessivo realmente cessa.

Mas, o que fazer se você vive suado?

Se você se enquadra naquelas situações onde sua muito mas não chega a ser algo patológico, alguns cuidados podem te ajudar a viver melhor, mais sequinho e mais feliz ;-).

Considere levar consigo trocas de camisa para os dias mais quentes ou mais tensos e sempre que possível, evite se expor ao sol ou realizar longas caminhadas em situações onde o suor pode te atrapalhar, como uma entrevista de emprego ou um primeiro encontro ;-).

Nos pés:

– use meias de algodão e troque-as diariamente SEMPRE. Se permanecer longo período calçado, considere troca-las no meio do expediente.

– use talcos ou sprays específicos para os pés. Eles diminuem a ação das bactérias causadoras do chulé e mantém a área menos úmida. Tente, sempre que possível, alternar os calçados para que ele seque quando não estiver em uso.

Nas axilas:

– O mesmo conceito vale para as roupas: as de algodão são muito melhores.

– Para uma pessoa que não transpira muito e quer apenas diminuir o odor desagradável, um desodorante pode resolver, já que como o próprio nome diz, sua função é desodorizar, ou seja, acabar com o odor.

– Agora, se você transpira muito e precisa de uma proteção extra, opte pelo uso de antitranspirantes. Os antitranspirantes funcionam como inibidores da transpiração e ajudam a manter o corpo relativamente seco.

E por último, se você tem CC (Cheiro de Corpo), não deixe de ler este post aqui . Aproveite as dicas e curta o verão!

Mari Liborio, enfermeira, mestre em Ciências da Saúde e especialista em Controle de Infecção.