Vai visitar um recém nascido? Passe antes por aqui

Poucas coisas são mais deliciosas do que conhecer um bebê que acabou de nascer. Eles são TODOS lindos, fofos, cheirosinhos e cheios de graça. Mas, para os apaixonados papais, a experiência de ter um novo integrante na família pode trazer, além de toda essa ternura, uma dose de cansaço e stress fora do normal. Assim, se você vai visitar, fique atento a alguns cuidados para que o momento seja gostoso para todo mundo, papai e mamãe principalmente.

Antes de qualquer coisa, avise que irá visitar o bebê. Preferencialmente, vá ao hospital apenas se você for realmente próximo dos pais, já que a mamãe estará cansada, de camisola e provavelmente com os mamilos doendo. É, isso mesmo.

Não que seja uma regra, mas é uma sugestão de alguém que é mãe. Espere alguns dias e visite a família quando esta estiver em casa.

Bom, estabelecido o consentimento dos pais para a visita, chegou a hora de conhecer o herdeiro. Preste atenção nestes cuidados:

  1. Higienize suas mãos: assim que chegar, lave as mãos com água e sabão ou solução de álcool gel. O sistema imunológico do bebê é bastante frágil e a contaminação trazida da rua através das mãos pode realmente adoecer o pequeno. Além disso, higienizar as mãos trará um dose de tranquilidade para os papais o que tornará a visita, de antemão, muito mais agradável.
  2. Cuidados com perfumes e adereços: não vá visitar o recém nascido com perfumes fortes. É deselegante e ainda pode causar reação alérgica no bebê. O mesmo cuidado vale para relógios e bijuterias. Se for pegar o bebê no colo, tire todo adereço que ofereça risco de machucar o pequeno de pele tão delicada.
  3. Se estiver doente, NÃO VISITE: parece obvio, mas fica a dica. Doenças virais, como gripes e resfriados são altamente transmissíveis. E, por favor, não coloque os pais na posição de decidir se você pode levar seus germes para a casa deles ou não. A resposta é: espere estar restabelecido e então faça a visita.
  4. Não se prolongue muito: a rotina da casa fica realmente alterada com a chegada do bebê e, muitas vezes, o tempo que o bebê descansa também é o tempo que os pais tem para se organizarem, partilharem algum tempo juntos ou até dormirem, por que não? Então, tenha em mente que as visitas devem ser breves. Isso vale para casa e para a maternidade.
  5. Seja prestativo: se possível e se a intimidade permitir ofereça-se para ajudar em pequenas tarefas. Pode ser olhar o bebê para a mamãe tomar banho, lavar uma loucinha, ajudar a preparar um lanche para a família ou ajudar com o irmão mais velho. Sempre pense que o casal pode precisar de algo e que você pode ser útil.
  6. Presenteie: sua presença deve ser apreciada pela família independente de presentes, mas se couber no orçamento, leve um agrado para o bebê. Algo útil, que não ocupe muito espaço. Se optar por roupinhas, dê peças coerentes com o tamanho do bebê e a estação. Poupe os pais da necessidade de ir a loja efetuar a troca. Brinquedinhos e mordedores são boas opções também, mesmo que para uso futuro. Se o bebê tem um irmãozinho ou irmãzinha, tente levar um mimo para ele também.
  7. Dê amor: poucos momentos são mais especiais do que este: uma vida nova se inicia. Entenda que pais e mães não nascem prontos e que o mais gostoso é a jornada. Assim, exceto se você for consultado a respeito de algo, não opine e não reprove. Dê amor e ponto.

Mari Liborio, enfermeira, mestre em Ciências da Saúde e especialista em Controle de Infecção.